Comportamento do cliente, um guia completo!

Os clientes são as grandes estrelas de qualquer empresa, afinal, eles são os responsáveis pelo sucesso do negócio, seja ele de pequeno, médio ou grande porte. E para entender muito bem o que agrada o seu público-alvo, é fundamental entender o seu comportamento. Isso inclui uma série de fatores, sejam eles demográficos, faixa etária, gostos pessoais, etc. Isso pode ser traduzido como comportamento do cliente!

O importante é sempre oferecer soluções que atendam aquele público específico.

É importante afirmar que conhecer como os consumidores interagem com as marcas, serviços e produtos, e como essas pessoas costumam realizar as suas escolhas. É um grande diferencial na hora de colocar em prática todas as estratégias pensadas pela empresa.

Cada um desses fatores recebem influencias diferentes.  Por exemplo, no caso das empresas e profissionais que prestam um tipo de serviço específico, é necessário entender como os indivíduos optam por determinado serviço. Ou então, como eles avaliam esses serviços e a maneira como as experiências são construídas.

Nesse processo, é essencial que o empresário entenda que entram em cena algumas variáveis que podem fazer com que o comportamento do cliente passe por alterações. Por essa razão, é muito importante reservar um tempo para conhecer muito bem quais são essas variáveis, e saber lidar com cada uma delas.

Fatores que influenciam o comportamento do cliente

Alguns fatores são decisivos quando o assunto é comportamento. Afinal, eles estão ligados a todo um histórico daquela pessoa. Eles acabam por moldar também a maneira como ela reage a algumas situações e como optam por determinados assuntos.

Cultura

E nessa categoria é acertado afirmar que existem alguns pontos que precisam ser observados. Por exemplo, a subcultura e a classe social em que a pessoa está inserida.

Nesse ponto, as pessoas acabam absorvendo para si um conjunto de comportamentos, valores, percepções e preferências que atuam na maneira como ele consome produtos e serviços. E no caso da subcultura está ligada a grupos menores, mas que estão inseridos naquele maior. É muito importante saber qual o seu nicho nesse vasto campo.

Sociais

Nesse momento já entram em cena os grupos referências, que são a família, amigos ou qualquer outra pessoa que tenha o poder de exercer algum tipo de influência na tomada de decisão.

Pessoais

Nesse caso estão inseridos idade, estágio do ciclo de vida, estilo de vida, personalidade, condição econômica e profissão. Todos esses elementos juntos também formam o comportamento do cliente e a maneira como ele irá tomar as suas decisões.

Psicológicos

Você já deve ter ouvido a afirmação de que o vendedor precisa ser um pouco psicólogo, e isso vale também para as empresas, afinal, esse fator realmente age diretamente nas decisões dos clientes. Dentro desse tópico podemos destacar a motivação, pois ela acontece quando o desejo de compra é despertado e é o que leva ele a tomar determinada decisão.

 

Leia também: O que é marketing de guerrilha?

 

Há também a questão da percepção, que está ligada aos estímulos físicos. Também temos influencia da compreensão desses estímulos com as necessidades vigentes. Também é necessário entender o conhecimento que a pessoa possui através da suas experiências vividas, além de crenças e atitudes.

Todos esses fatores reunidos fazem com que entender o comportamento do cliente não seja algo tão simples como alguns pensam. Na verdade, sé necessário implementar vários passos, e dinâmicas, para fazer com que o empreendedor possa adotar sempre as melhores medidas para ajudar o seu negócio a crescer.

Observe o seu cliente

Parte desse conhecimento é adquirido devido a observação feita pelos empreendedores, pois ao observar o cliente com mais atenção, é possível identificar algumas situações importantes para entender o seu comportamento. Algumas perguntas podem ser feitas para que você tenha esse olhar mais crítico na hora de analisar os seus clientes, são:

  • O que ele vê?
  • Quais os seus pensamentos e sentimentos?
  • O que ele gosta de ouvir?
  • O que ele faz e sobre o que ele fala?
  • Ele tem alguma frustração?
  • Quais os seus medos?
  • Quais as suas verdadeiras necessidades e os seus desejos?

Tudo isso irá fazer com que você tenha um compreenda melhor quem realmente é o seu consumidor. Assim você pode elaborar estratégias que consigam atingir quem realmente interessa, deixando você relevante para o seu público-alvo.

Aprenda na prática como entender o comportamento do cliente

Os exemplos são boas maneiras de compreender melhor as situações acima, e dessa maneira tentar colocar em prática dentro do seu negócio. Suponha que você tenha um produto de beleza voltado somente para homens, sendo que vários não costumam utilizar esse tipo de produto, sendo o preconceito uma das razões pelas quais alguns ainda sentem receio em adquirir esses produtos.

Alguns já podem até ter sentido a necessidade de usar esse produto. Porém, não teve o incentivo necessário para efetuar a compra. É comum que os próprios colegas falem frases feitas como “isso é coisa de mulher”, mas se por acaso a esposa ou namorada influencie o uso por parte daquele homem, ele acaba comprando o produto, mesmo que seja discreto quanto ao seu uso.

Comportamento do cliente na prática, conseguindo vender mais!

 

Percebeu como os vários fatores fizeram parte desse simples exemplo?

Então é fundamental que o empresário entenda que o consumo final é permeado de diversas ações que fazem parte do dia a dia do cliente. Sendo necessário levar em consideração que as motivações que fazem com que a pessoa compre determinado produto, ou contrate determinado serviço, são infinitas. Variam desde a realização pessoal até a conquista de espaços ou status.

 

comportamento do cliente

 

Ao compreender profundamente todos os fatores citados acima, os profissionais responsáveis dentro da empresa terão embasamento para traçar estratégias de marketing no negócio. Visto que todos esses essas etapas acabam influenciando de alguma maneira o comportamento do cliente.

Cabe a empresa procurar soluções para “driblar” os possíveis empecilhos, e enfatizar aqueles pontos mais fortes. Visto que dessa maneira, o cliente se sentirá realmente confortável. Isso, mesmo que de maneira discreta, em aceitar para si a solução que a sua empresa tem a oferecer para aquele problema que ele possui. Ou seja, a sua marca acaba virando referência para ele, e consequentemente você consegue fidelizar essa pessoa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *